Discurso


17/02/2010

 

5a Reunião Ordinária, realizada aos 17 de fevereiro de 2010

 

SR. PRIMEIRO VICE-PRESIDENTE VEREADOR VALDIR TERRAZAN (PSDB): Vereador Gilberto Biléo Soares tem a palavra por dez minutos, Vereador. Vereador Gilberto Biléo Soares.

SR. SEGUNDO SECRETÁRIO VEREADOR ÂNGELO BARRETO (PT): Sr. Presidente, só corrigindo. O Vereador Antonio F. Santos (O Politizador) é o primeiro inscrito no Grande Expediente. Segundo Vereador inscrito, Vereador Gilberto Biléo Soares.

SR. PRIMEIRO VICE-PRESIDENTE VEREADOR VALDIR TERRAZAN (PSDB): Vereador Gilberto Biléo Soares tem a Tribuna por até dez minutos.

SR. SEGUNDO SECRETÁRIO VEREADOR ÂNGELO BARRETO (PT): Sr. Presidente, o Vereador Antonio F. Santos (O Politizador) está presente.

SR. PRIMEIRO VICE-PRESIDENTE VEREADOR VALDIR TERRAZAN (PSDB): Conte o tempo, porque não é possível...

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (BILÉO SOARES) (PSDB): Sr. Presidente, Sr. Secretário, Srs. Vereadores presentes aqui no Plenário da Câmara Municipal, obviamente, extensivo aos telespectadores da TV Câmara. Meu Vereador estimado, Vereador Tadeu Marcos.
Eu queria dizer o seguinte, estamos aqui hoje assumindo, mais uma vez, essa Tribuna porque, de uma maneira inédita, nós redigimos com o apoio de muitos amigos, amigas e companheiros, uma minuta de projeto de lei e tivemos a cara e a coragem de apresentá-lo aqui sem protocolá-lo. Essa é a maneira pela qual a gente está se posicionando e, mais do que isso, é a tranquilidade que eu tenho com relação aos meus pares, que, na verdade, haverão de somar, envidar esforços, no sentido de ajudar e dar mais robustez a esta minuta de projeto de lei, que vou protocolá-lo, ou vou protocolizá-lo, como queiram, na próxima semana.
E, na verdade, ele dispõe sobre a identificação dos torcedores nos estádios de futebol do Município de Campinas. Ele diz no seu art. 1º, que os clubes, entidades mantenedoras e entidades gestoras dos estádios localizados no município, com mais de sete mil, com capacidade para mais de sete mil pessoas, terão que identificar seus torcedores.
E os torcedores ou frequentadores de estádios, no ato da compra do ingresso, Vereador Jairson V. dos Anjos (Canário), serão identificados pelo bilheteiro, com um documento ou um RG ou com foto e, imediatamente, deverá um dispositivo, um mecanismo, um equipamento, que vai gravar ou fotografar a imagem desse frequentador ou torcedor. E isso, seguramente, não levará mais do que 40 segundos.
Então, teremos que, na verdade, fazer a venda de ingressos antecipadamente, que isso é muito bom, evita filas. E dentro do estádio, por meio do monitoramento de imagem, você poderá identificar os torcedores com aquele ingresso identificado.
E, também, nós temos hoje, na Prefeitura, que não consta do projeto, temos um trabalho muito oportuno, muito proveitoso da CIMCamp, com câmeras especiais, que pega toda a cidade e poderia ter também o monitoramento do entorno, digamos assim, dos estádios de futebol, sobretudo Ponte Preta e Guarani.
Nesse diapasão, por conta disso, nesse liame, o que fizemos? Apresentamos essa proposta de projeto de lei aos Presidentes do Guarani e da Ponte Preta, que haverão de nos responder e reportar, digamos assim, e outras pessoas também foram informadas desse projeto, torcedores, torcidas organizadas e jornalistas, como: José Arnaldo, Fábio Madeira, André Aranha, Ricardo Alécio, Zezé de Lima, Rose, enfim, vários jornalistas também estão participando, sobretudo jornalistas ligados ao mundo do futebol. E vamos conversar com outros jornalistas também.
O retorno, Cida, é dos melhores, todo mundo a favor do projeto, todo mundo dizendo sim ao projeto. O projeto está aberto, não é um pacote fechado, eu sei que posso protocolar e receber emenda. Eu gostaria que as pessoas se posicionassem e enviassem sugestões, através dos meus e-mails, do meu site, porque, na verdade, esse projeto visa diminuir, inibir, coibir e minimizar ações violentas que existem nos estádios e nas imediações, nos arredores, na cidade em dias de grandes eventos.
E, com isso, a gente coíbe ação de meliantes, às vezes, verdadeiros vândalos, que são minoria da minoria, da minoria, mas que provocam ocasiões de tumultos e tumultos generalizados, como aconteceu há pouco tempo aí, o ano passado--

SR. VEREADOR ANTONIO FLÔRES (PDT): Permite um aparte, Vereador?

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (BILÉO SOARES) (PSDB): --lá em Curitiba e em outros lugares, São Paulo, Pacaembu e etc. E torcedores que se dizem, na verdade, que amam o clube, sobre esse pretexto que querem defender o escudo do clube e, na verdade acabam, Vereador Antonio Flôres, ceifando vidas, dizimando e dilacerando famílias por inteiro e completo.
E, por isso, vamos dar um basta, um basta a essa impunidade que grassa, aonde existe uma frequência muito grande, 10, 15, 20, 30 mil pessoas por jogo. Por isso, a gente quer acolher sugestões de vocês.
E, imediatamente, aceito a solicitação de aparte do nobre e querido amigo, Vereador Antonio Flôres, do PDT.

SR. VEREADOR ANTONIO FLÔRES (PDT): Aliás, meu caro Vereador, dileto grande pontepretano, um ícone nessa história aqui, nessa cidade, eu queria parabenizar V. Exa. pela felicidade do projeto.
V. Exa. está enxergando, com todo o espírito esportivo que V. Exa. tem, de grande cidadão campineiro, mas está olhando e focando realmente, muito mais na segurança. E quando V. Exa. pede para que o cidadão, que o torcedor tem um RG apropriado, V. Exa. estará protegendo tanto o próprio torcedor, os seus familiares que ficam na sua casa, que de repente nem sabem que ele quer cometer, ou tem intenção de cometer um delito, ou coisa desse tipo e, também, está tentando proteger todos aqueles cidadãos, famílias que vão aos estádios hoje.
V. Exa. teve uma felicidade muito grande ao elaborar esse projeto, conte com o nosso apoio, eu vou fomentar com os Vereadores do PDT para apoiá-lo nessa ideia, uma brilhante ideia, V. Exa. vem inovar em nossa cidade essa matéria esportiva e quiçá possa ser transferido para outras praças e outras localidades, para que não ocorra problemas, como aconteceu em Curitiba e outras localidades.
Parabéns, Vereador, conte com o nosso apoio.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (BILÉO SOARES) (PSDB): Eu agradeço sobremaneira o seu aparte, que vem a ilustrar esse projeto e vem a somar com esse projeto, que eu peço que os 32 Vereadores, acenem, sinalizem, que é um projeto importante, que inibe ações daqueles poucos torcedores.
O que aconteceu em Curitiba foi uma tragédia, briga generalizada. Recentemente, aqui em Campinas, um jogo Ponte e Corinthians houve uma briga entre a torcida da Ponte Preta, com a torcida do Guarani. Um menino da Ponte Preta foi baleado. Eu sou pontepretano durante os 90 minutos--

SR. VEREADOR ANTONIO FLÔRES (PDT): Meus parabéns. Obrigado pelo aparte, vereador.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (BILÉO SOARES) (PSDB): --mas fora do estádio, fora dos 90 minutos, eu sou homem público e quero defender Guarani e Ponte Preta, e, sobretudo, os torcedores.
Então é um projeto que brota no coração, e ouvindo o Presidente da Ponte Preta, o Presidente do Guarani, que é muito importante a opinião deles, se eles conseguem viabilizar. A Prefeitura que pode também ajudar nesse projeto. Enfim, toda a comunidade do esporte. Toda a comunidade do futebol.
Eu fui Diretor da Associação Atlética Ponte Preta, sou Conselheiro da Ponte Preta, tenho grandes amigos no Guarani e em outros times de futebol, quer dizer acho que é o momento de fazer alguma coisa.
Eu, pelo menos, o que eu poderia fazer? Como gosto desse esporte, eu não posso ficar com os braços cruzados, então, eu descruzei os braços, eu não quer ser omisso. Se não passar o projeto amanhã, as pessoas acharem que é isso, que é assim, que é assado, eu arquivo o projeto. Eu não estou preocupado com paternidade de nada, se o Vereador Alberto Fonseca (Prof. Alberto) quiser amanha assumir o projeto e passar como do Professor Alberto é do Professor Alberto a paternidade, o importante é salvar vidas, é a amenizar a dor de famílias é isso que nós queremos com esse projeto, esse é o meu objetivo essa é a minha intenção.
Por isso, eu conto com o apoio de todos os senhores aqui presentes, senhoras aqui presentes e dos telespectadores que torcem para esse ou aquele time de futebol, para que possamos assim dar dimensão a esse projeto de lei, para que esse projeto de lei venha a salvar vidas, a minimizar o drama de pessoas que passam por infortúnios em decorrência de mazelas que acontecem por conta de tragédias futebolísticas, que nós temos em Campinas e em todo Brasil.
Muito obrigado.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (BILÉO SOARES) (PSDB): Um aparte, honrado e nobre Vereador Alberto Fonseca (Prof. Alberto).
Na verdade, V. Exa. tem toda a razão, mas, às vezes, a própria sociedade desconhece, por isso tem que ter essa transparência, mostrar à população quem é quem dentro desse processo.
Obviamente que, eu estava vendo alguma coisa na internet, 150 Deputados já tem ficha corrida, isso é uma acinte, uma barbaridade, está sendo alvejada a democracia com esse tipo de atitude, quer dizer, então, coibir isso, buscar esse caminho, que V. Exa. coloca com muita oportunidade, é extremamente saudável e salutar. Eu parabenizo V. Exa. por esse projeto. E por estar trazendo a baila essa discussão aqui no Plenário da Câmara Municipal. Então, esse é o primeiro assunto que eu gostaria de estar abordando.
O segundo assunto, essa história, essa questão da evasão escolar. Nós temos um projeto de lei que dispõe sobre a visão do amanhã, quer dizer que é um projeto muito interessante, que visa o professor no primeiro ano, no primeiro bimestre do ano letivo fazer o exame de acuidade visual, através da Tabela de Snelling, que é uma tabela com símbolos do menor para o maior, da direita para a esquerda até uma menor letra. Numa linha imaginária, através dessa Tabela de Snelling, o aluno cinco metros verifica a professora observando todo o campo visual, então, o aluno fica em pé, na verdade olhando uma tabela de Snelling e depois faz a operação com a palma na mão do olho direito e depois repete a operação no olho esquerdo. E a professora tem uma exata dimensão se aquele aluno tem uma deficiência visual ou uma eventual cegueira. E, a partir desse momento, indica, encaminha o aluno ao centro de saúde, ao posto de saúde e a família.
O que visa exatamente esse Projeto Visão do Amanhã? Na verdade diminuir a evasão escolar. Melhorar o rendimento do aluno, integrar aquela criança no meio ambiente, no cotidiano, na vida, quer dizer, então é um projeto que eu acho que insere dentro do contexto do seu projeto de lei, que ora dessa matéria dessa professora, que ora o senhor coloca a discussão no Plenário apresenta e protocoliza na Câmara Municipal.
Esse projeto que nós falávamos já passou em primeira discussão, no que tange à legalidade e agora está sendo avaliado o mérito e eu acho que nós podemos somar esforços nesse sentido, para que a gente, na verdade, coloque um freio, digamos assim, nessa questão da evasão escolar.
Eu acho que a visão é muito importante nesse aí, muitos alunos não sabem que tem essa dificuldade vão descobrir isso quando com 12, 13, 14 anos, eu tenho conversas aí de pessoas classe média alta que a menina com 13, 14 anos ficava pondo a mão no olho direito e no olho esquerdo, e a mãe perguntou: “Mas o que está acontecendo?”, “Não, mãe, eu acho que eu enxergo mais de um olho do que do outro”, quer dizer, gente extremamente esclarecida.
E um outro projeto acuidade auditiva também vai na mesma linha, porque o professor, na verdade, por isso que a gente adora o professor é o verdadeiro instrumento da educação, a educação passa pelo professor. Então, o professor, tadinho, ele tem que, às vezes, ter um pouco mais desse tipo de trabalho, para que a gente possa na verdade, procurar alternativas para que, dentro desse contexto, que a gente consiga atingir a proposta que V. Exa. ora nos apresenta aqui na Câmara Municipal.
Parabéns, duas, três, quatro, cinco vezes pelos seus projetos e vamos junto ver se a gente consegue melhorar a qualidade de vida do nosso Município de Campinas, que a gente tanto ama. Muito obrigado.

 

Copyright (c) 2009 - www.bileosoares.com.br - Todos os direitos reservados