Discurso


19/06/2009

 

Vereador faz dossiê sobre abandono de praças em Campinas

 


Biléo (dir.) e Terrazan olham o dossiê

O vereador Biléo Soares (PSDB) apresentou na noite de segunda-feira (15/06), durante a reunião ordinária, um dossiê relatando o estado de abandono e degradação da praça Ulisses Guimarães, conhecida como Pedreira do Chapadão, em Campinas. Apontada como um dos cartões postais da cidade, a praça hoje é retrato do abandono, segundo o vereador.

De acordo com Biléo, o local que já foi muito frequentado pelo campineiros e serviu de palco para atrações culturais, hoje serve de abrigo para moradores de rua. “Fizemos uma visita ao local e quando entramos na Pedreira o que encontramos foi paredes pichadas, bancos quebrados, o monumento do Ulisses danificado. O mato está tomando conta do local. Ainda encontrei um colchão o que dá indícios de que pessoas estão dormindo lá”, disse o vereador.

Diante desse quadro de abandono, Biléo Soares pediu aos demais vereadores que ajudem a cobrar a Prefeitura para resolver o problema. “Nós enquanto vereadores também temos a função de fiscalizar. A proposta não é execrar o prefeito mas pedir providências. E aquela praça é sinônimo de qualidade de vida para a população”, afirmou.

Chiqueiro - Em março, o vereador já havia chamado a atenção para a falta de manutenção e conservação de alguns dos chamados cartões postais da cidade. Ele disse ter visitado a Lagoa do Taquaral, o Lago do Café, a Praça Arautos da Paz e afirmou ter encontrado todos eles em péssimo estado de conservação. O vereador reclamou também das condições do teatro do Centro de Convivência, segundo ele, “um cartão postal que virou chiqueiro”.

Na época, o vereador Thiago Ferrari (PMDB) saiu em defesa do Executivo. Disse que a reforma do Convivência é complicada, pois o projeto de restauração não pode confrontar a obra de Fábio Penteado – o arquiteto responsável pelo prédio. “Mas posso garantir que o Executivo tem um cronograma de recuperação dos teatros e o Convivência está entre eles, respeitando a vocação cultural da nossa cidade”, garantiu.

Texto: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Campinas
Foto: A.C. Oliveira/ CMC

 

Copyright (c) 2009 - www.bileosoares.com.br - Todos os direitos reservados