Discurso


03/09/2009

 

Aprovado Programa da Saúde do Homem

 


Biléo e Dário Saadi

Com 30 votos, a Câmara Municipal aprovou em segunda discussão, nesta quarta-feira (02/09), o projeto de autoria dos vereadores Biléo Soares (PSDB) e Dário Saadi (DEM), que institui o Programa Municipal de Saúde do Homem. O programa prevê atendimento multidisciplinar, referente ao amplo espectro de doenças da população masculina e dará ênfase às campanhas educativas com objetivo de esclarecer essa população sobre os riscos, cuidados e medidas de prevenção e combate às doenças do Sistema Urinário e Reprodutor.

 

Um dos pontos mais importantes do programa tem como objetivo modificar o comportamento masculino, quase sempre refratário a campanhas de prevenção e relutante em discutir questões como doenças da próstata, por exemplo. Os parlamentares lembram que o homem não tem o hábito de realizar consultas periódicas ao médico, numa atitude que impede o diagnóstico precoce das doenças e, muitas vezes, inviabiliza o tratamento.

O programa prevê a participação da Secretaria de Saúde na realização de atendimento e exames clínicos referentes as doenças que mais atingem a população masculina. Prevê, ainda, a parceria com escolas de ensino médio para o desenvolvimento de atividades que informem os adolescentes sobre gravidez precoce e doenças sexualmente transmissíveis.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, a cada três mortes de pessoas adultas, duas são de homens. Eles vivem, em média, sete anos menos do que as mulheres e têm mais doenças do coração, câncer, diabetes, colesterol e pressão arterial mais elevadas.

A não-adesão às medidas de saúde integral por parte dos homens leva ao aumento da incidência de doenças e de mortalidade. Números do Ministério da Saúde mostram que, do total de mortes na faixa etária de 20 a 59 anos, 68% foram de homens. Ou seja, a cada três adultos que morrem no Brasil, dois são homens. Os últimos dados de óbitos consideram o ano de 2005. Além disso, números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que, embora a expectativa de vida dos homens tenha aumentado de 63,20 para 68,92 anos de 1991 para 2007, ela ainda se mantém 7,6 anos abaixo da média das mulheres.

Pelo projeto, o Dia Municipal da Saúde do Homem deverá ser comemorado anualmente no dia 12 de setembro, segundo os vereadores, uma homenagem o médico e ex-presidente Juscelino Kubitschek – que nasceu neste dia e tinha como especialidade a urologia.

BILÉO – O vereador Biléo Soares disse que a ideia do projeto surgiu de uma experiência pessoal. Biléo faz tratamento contra um câncer de uretra e garante que está praticamente curado, justamente porque procurou auxílio médico a tempo. “Hoje eu posso dizer que estou 99% curado, mas tenho plena consciência de que isso só foi possível, porque eu fiz exames de prevenção, consegui identificar e tratar o problema antes que ele ganhasse força”, diz.

“E essa é a principal mensagem desse projeto. Sensibilizar os homens para uma mudança de cultura”, acrescentou. “Nosso objetivo é poupar vidas ou reduzir danos”, explicou.

Responsável pelo aspecto técnico do projeto, o vereador Dário Saadi elogiou a iniciativa de Biléo. “A motivação desse projeto é admirável. Biléo conseguiu transformar uma experiência amarga (o câncer) num bandeira positiva. Isso é louvável”, disse Dário. “Ele (Biléo) foi o motivador político do projeto. Foi o motor, e quem percebeu a necessidade de colocar esse tema em discussão”, concluiu Dário.

O projeto segue agora para a sanção do prefeito.

Texto: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal
Foto: A.C. Oliveira/CMC

 

Copyright (c) 2009 - www.bileosoares.com.br - Todos os direitos reservados