Discurso


11/11/2009

 

68a Reunião Ordinária, realizada aos 11 de novembro de 2009

 

O próximo Vereador inscrito, Vereador Gilberto Biléo Soares, tem a Tribuna por cinco minutos.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sr. Presidente, tucano Vereador Valdir Terrazan, Srs. Vereadores, distinto e seleto público presente na galeria do plenário da TV Câmara, telespectadores da TV Câmara, quando a gente vê um debate tão qualificado como tivemos hoje, como tivemos na Sessão passada, de segunda feira nos passa uma tempestade de ideias, e por que não dizer, um vendaval de emoções.
E uma viagem ao tempo, e ao tempo do século passado, da década de 60, quando o Brasil foi tomado por uma ditadura militar. E nós, lá atrás - eu ainda estudante de direito - lutamos muito pela redemocratização do país, para que hoje tivéssemos voz, para que hoje pudéssemos nos expressar e para que hoje pudéssemos falar o que brota na nossa alma, no nosso coração. Lutamos contra os atos institucionais, sobretudo o AI 5, lutamos pela ampla, geral e irrestrita liberdade aos políticos, anistia ampla, geral e irrestrita.
Lutamos pelo fim do bipartidarismo, que nos colocava numa dicotomia entre Arena e MDB; lutamos pela redemocratização do país; e tivemos, em 88, a nossa democracia; e tivemos a democracia para que a minoria tivesse direito; e tivemos a democracia para que fossem respeitadas as diferenças; e tivemos a democracia para que gozássemos de uma liberdade plena e o exercício pleno da democracia e da cidadania; e tivemos a nossa democracia para chegarmos, hoje, aqui. E verificarmos que, dentro do contexto pluripartidário, dizendo um basta aos preconceitos, dizendo um basta à intolerância, dizendo sim às diferenças salutares que nos conduzem a dias melhores.
Aqui nesta Casa, no Parlamento, dentro de uma questão, na verdade, um pluripartidarismo que existe aqui hoje, temos o nascimento de um novo movimento, G11, que, com a situação, com a oposição, vamos buscar os caminhos mais fecundos, mais férteis, para realizar os sonhos de nossa cidade. Por isso é importante esse momento singular, onde se debate; aonde as pessoas vêm aqui e são ouvidas; onde os Vereadores se dizem independentes, porque o Parlamento é independente.
O Parlamento, na sua essência, Vereador Josias Lech, é o falar, é o se expressar. Os Vereadores que estão nos rincões da nossa cidade, pegando informações, levando avante reivindicações de toda a ordem e de toda a natureza, para aqui materializarmos em forma de projetos de lei, de requerimento, de indicação e de moções. E com a participação de todas as forças vivas e segmentos da nossa cidade. Hoje, por exemplo, temos um segmento aqui, e precisamos--

SR. VEREADOR JOSIAS LECH (PT): Pela ordem Sr. Presidente.

SR. PRIMEIRO VICE PRESIDENTE VEREADOR VALDIR TERRAZAN (PSDB): Pela ordem, Vereador Josias Lech. Vereador Gilberto Biléo Soares, pela ordem.

SR. VEREADOR JOSIAS LECH (PT): Até quatro minutos do meu tempo para o nobre Vereador usar a palavra.

SR. PRIMEIRO VICE PRESIDENTE VEREADOR VALDIR TERRAZAN (PSDB): Vereador Gilberto Biléo Soares tem mais quatro minutos, porque na verdade o tempo de V.Exa. estava se expirando, e aquele está indevidamente marcando errado.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Então, na verdade...
Então, Cida, Esmeralda, que estão sempre aqui, Márcia, é um momento muito especial, é o momento do debate, da participação das pessoas, é isso que nós queremos. Queremos o respeito às pessoas que vieram aqui falar, e na verdade se posicionar, os Vereadores que aqui estão trabalhando pela cidade.
Então, eu queria deixar muito claro que toda essa luta que tivemos, ao longo de mais de 20 anos de ditadura militar, hoje eu me sinto feliz e me sinto feliz porque esse Parlamento tem os instrumentos, ele tem as ferramentas, eles têm os elementos para conseguirmos, na verdade, --

SR. VEREADOR THIAGO FERRARI (PMDB): Pela ordem.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): --realizar os anseios dos moradores--

SR. VEREADOR THIAGO FERRARI (PMDB): Um aparte

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Pois não, Vereador.

SR. VEREADOR THIAGO FERRARI (PMDB): Vereador Gilberto Biléo Soares, eu gostaria, aproveitando a fala do Vereador Jairson V. Dos Anjos (Canário), que mostrou muita sensibilidade, e aproveitando a sua fala, falando da importância do debate do Executivo, eu gostaria de fazer um agradecimento público do apoio que o senhor sempre me deu, da força que o senhor sempre me deu para entender esse processo legislativo, para que a gente pudesse promover debates e ideias.
Então, Vereador Gilberto Biléo Soares, até pela dor que o senhor está passando, o senhor serve de exemplo, enfrentando com alegria, com garra, e mostrando para nós, Vereadores, da importância de ter a sensibilidade, e que isso aqui é muito pequeno do tamanho do que a gente tem que ter fé, da sensibilidade, da nossa responsabilidade.
E parabéns pela sua luta e pelo seu exemplo, Vereador.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Muito obrigado, Vereador Thiago Ferrari.
E pelo jeito já está dando aula. Mas voltando, na verdade, a essa questão do Parlamento.
Então, o que nós estamos presenciando aqui... Presenciamos um debate acirrado na Ordem do Dia, e agora estamos presenciando. O que as pessoas, os telespectadores da TV Câmara querem saber é como vai ficar a nova configuração da Casa, quais são os contornos que advirão, na verdade, desta nova movimentação na nossa Casa. Eu acho isso muito bom, essa história de sim ou não eu sou contra.
Eu acho que existe aqui, dentro do espectro sim ou não, uma série de alternativas que a gente deve buscar. Não podemos radicalizar, é sim ou não, não é isso, não. Pára com isso.
Então, o Parlamento está dando prova, aqui, que tem dois, três, quatro, pode ser cinco, seis votos, cada qual defendendo os seus ideários, o seu ideal, em cima dos seus princípios, em cima dos seus valores éticos, morais e etc. Agora, o que não pode é perder o momento, que nós temos que sempre apoiar a minoria. Apoiar, na verdade, com muita vontade e muita galhardia, a tolerância de toda a ordem, de toda a natureza. É por isso que eu vim à Tribuna, realçar o processo democrático e realçar a participação de todos aqui na galeria e parabenizar pelo debate que teve local hoje na Câmara Municipal de Campinas.
E também agradecer aos Vereadores, que hoje, atendendo a um pedido, uma solicitação nossa, estiveram conosco lá na Santa Casa de Campinas, que comemorará 138 anos no dia 19 de novembro. E doze Vereadores, Vereador Valdir Terrazan, estiveram presentes, para a satisfação da Diretoria da Santa Casa, para a satisfação deste Vereador.
E dizer que a Santa Casa é, na verdade, um local, o hospital que atende às pessoas desvalidas, desassistidas, mais carentes, os pobres da nossa terra, a indigência da nossa terra. Então, a manifestação de carinho, de apreço que a Casa teve hoje para com a Santa Casa é digna de registros. Acabou o meu tempo, Vereador? Acabou o meu tempo?
Bom, encerrando o meu tempo, então, eu quero agradecer o debate, agradecer as palavras do Vereador Thiago Ferrari, agradecer a presença de todos vocês aqui, e é assim que nós vamos construir uma cidade melhor, um Estado melhor, e um país pelo Estado.
Muito obrigado.
[palmas]

 

Copyright (c) 2009 - www.bileosoares.com.br - Todos os direitos reservados