Discurso


17/08/2009

 

46a Reunião Ordinária, realizada aos 17 de agosto de 2009

 

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sr. Presidente, Vereador Rafael Zimbaldi, Srs. Vereadores, Sras. e Srs. presentes aqui no Plenário da Câmara Municipal de Campinas, telespectadores da TV Câmara.
Eu sempre digo que política é a arte, é a ciência na busca do bem comum, no bem-estar das pessoas. Política também é administrar os sonhos de um povo, ou estar sempre também, em defesa não é? E argumentando em defesa de projetos, intenções, idéias, ideais, etc.
Mas política também é feita de gestos. E eu me lembro de um gesto de Ghandi, quando Ghandi caminhou cerca de 400 quilômetros. Poderia ter ido no lombo de um animal, num veículo, mas ele caminhou com o povo, consultando a alma do povo. Por quê? Sabia Ghandi que a vida cresce devagar e ele ia envolvendo o povo da Índia, na busca da quebra do monopólio do sal.
Quem comandava quem tinha esse monopólio, era o monopólio inglês, então, mostrou para o povo que, embaixo das rochas, nascia o mar, brotava o sal e na verdade foi um gesto, o homem nunca inaugurou uma obra, uma fita cortou e etc. Isso foi um gesto.
Outro gesto, recentemente, nós vimos Bill Clinton que atravessou o mar, foi até a Coréia do Norte, um gesto político, demoveu os ditadores, os despóticos absolutistas daquele regime, que é o coração da ditadura mundial, a libertar duas jornalistas americanas, que estavam naquele momento prestando serviços forçados.
Outro gesto, recentemente, Barack Obama teve uma indisposição. Lá, um Senhor negro foi entrar na sua casa, foi denunciado pelos vizinhos, ele descalibrou o discurso, foi intempestivo, houve por bem para não reavivar no coração daquele povo, aquele racismo que a eleição dele dissipou um pouco, o que fez Barack Obama? Reuniu as pessoas na Casa Branca, para que lá conversassem tomando uma cerveja, conversassem e buscassem um caminho, o caminho dos mais diferenciados para pôr uma pedra em cima daquilo, uma pá de cal em cima daquilo.
Recentemente, há mais ou menos 30 dias, Pedro Simon, preocupado com o que acontecia no Senado fez um gesto, um gesto de paz, um gesto ecumênico, como fora feito agora aqui, pelo Vereador Jairson V. Dos Anjos (Canário), fez um gesto, um gesto interessante e não foi compreendido.
Hoje, as pesquisas dizem da Data Folha, que 74% da população quer a renúncia e o afastamento do Sarney. E pior, o Presidente Sarney, não entendendo os outros Senadores, foi defendido por duas pilastras da imoralidade, duas pilastras das piores referências que nós temos no nosso país. Renan Calheiros é um camaleão, sempre mudando de cor ao sabor das conveniências, dos interesses particulares e pessoais.
Tem uma frase de Bakuin, dos anarquistas espanhóis, que dizia o seguinte e falava com muita propriedade: “Si hay gobierno, yo soy contra”. Ele conseguiu mudar esta frase e por Renan Calheiros: “Hay gobierno, eu sou a favor”.
E a outra figura, que tenta dar uma outra versão, que a denúncia, a CPI os caras pintadas foram urdidas no subterrâneo no Governo do Palácio naquele momento. Sendo assim é importante dizer que nós precisamos, não é? Nos movimentar, no sentido que o Senado Federal, volte a cumprir seu papel, volte a funcionar.
Por isso mesmo, amanhã teremos um debate, aqui na Câmara, com o Vereador Thiago Ferrari, o Vereador Aurélio Cláudio, vamos conversar sobre a reforma política e vamos conversar sobre vários temas, como a reforma eleitoral e, mais ainda, vamos conversar sobre a questão do Senado. Então, estaremos aqui presentes para debater. Convidamos todos vocês para participarem.

SR. VEREADOR ANTONIO F. SANTOS (O POLITIZADOR) (PMN): Sr. Vereador, me dê um aparte, por favor.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Pois não.

SR. VEREADOR ANTONIO F. SANTOS (O POLITIZADOR) (PMN): Sr. Vereador eu queria só fazer uma pergunta para o senhor, é uma pergunta meio picuinha, o senhor está mais preocupado é com o Sarney ou com o Parlamento?

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Eu já respondi no meu discurso, eu estou muito mais preocupado com o Parlamento.

SR. VEREADOR ANTONIO F. SANTOS (O POLITIZADOR) (PMN): Porque está todo mundo preocupado com o Sarney.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): É uma maneira, seja rápido, Vereador, eu preciso passar meu tempo para o Vereador Valdir Terrazan.

SR. VEREADOR ANTONIO F. SANTOS (O POLITIZADOR) (PMN): Eu tenho dois minutos, dois minutos. Todo mundo só fala do Sarney, agora, mas antes ninguém falava do Sarney, por que, Sr. Vereador?

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): O senhor já perguntou. Quer resposta?

SR. VEREADOR ANTONIO F. SANTOS (O POLITIZADOR) (PMN): Eu não estou querendo defender o Sarney, eu estou querendo defender o Parlamento.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Exatamente. Posso responder, Sr. Vereador?

SR. VEREADOR ANTONIO F. SANTOS (O POLITIZADOR) (PMN): Hã.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Posso responder então?

SR. VEREADOR ANTONIO F. SANTOS (O POLITIZADOR) (PMN): Pode.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Eu quero dizer o seguinte, outro dia eu fiz uma discussão do papel do Senado.

SR. VEREADOR ANTONIO F. SANTOS (O POLITIZADOR) (PMN): Agora o senhor pode continuar, viu Sr. Vereador?

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): A preocupação maior, está em resgatar o papel do Senado como fonte de equilíbrio, fonte de unidade, como grande discussão que se faz democracia com mais democracia, como poder moderador. E essa discussão eu já fiz aqui, essa discussão é muito interessante, quer dizer, é lógico que é o papel do Senado, que precisa ser resgatado. Agora, nós precisamos fazer uma limpeza. E começa pelo Sarney, para que a gente tenha uma saída honrosa, no sentido, na verdade, de buscar alternativas para que o Senado volte, efetivamente, a estar em sintonia com os anseios do povo brasileiro.
[palmas]

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Eu tenho que passar a palavra, nesses minutos que me restam eu gostaria de falar mais, mas eu vou voltar a essa discussão no Grande Expediente e nas próximas Sessões, eu quero passar ao meu amigo, Vereador Valdir Terrazan, para que continue até os dez minutos de prazo regimental.
Muito obrigado.

 

Copyright (c) 2009 - www.bileosoares.com.br - Todos os direitos reservados