Discurso


24/06/2009

 

40a Reunião Ordinária, realizada aos 24 de junho de 2009

 

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sr. presidente, vereador Valdir Terrazan, Srs. vereadores, distinto e seleto público presente, telespectadores da TV Câmara, nobre secretária. Secretária que iniciou essa formação, e apontou para esse caminho juntamente com um grande prefeito, sempre prefeito, hoje deputado federal, amigo de Campinas, Emanuel Fernandes. Nós conhecemos muito bem, na qualidade de tucanos que somos, o prefeito de São José dos Campos, que mudou, revolucionou São José dos Campos, leve um abraço afetuoso da Bancada do PSDB.
Eu gostaria de enaltecer e destacar essa Comissão de Estudos Especiais, presidida pelo Vereador Antonio Santos, que seguramente deixará um acervo para a Câmara Municipal de Campinas, de sugestões, de ideias e de informações que são extremamente importantes na prevenção e no combate à pichação. Eu quero dizer um pouco, que nós precisamos aqui em Campinas, desenvolver e sob a Prefeitura, políticas públicas para os jovens, porque às vezes há um desvio do olhar, não é? Dos jovens com relação às convenções, ao conjunto de regras em que vivemos. E eles precisam, às vezes, ser reconhecidos no seu espaço e esse é o grande problema e nós, às vezes, impingirmos, a escola e a família não os reconhecem e eles acabam nos seus códigos sendo reconhecidos através do trabalho da pichação. Então é fundamental levar esse tipo de informação, esse tipo de .conteúdo, de convocar e organizar, infelizmente eu não tenho mais tempo, toda a sociedade civil organizada e também, como fora feito exatamente em São José dos Campos, a Polícia Militar, a Guarda Municipal, porque é fundamental você mostrar que é importante a memória, preservar a memória de uma cidade, mas muitos desses jovens não sabem e, juntamente, sintonizados com isso, em consonância com isso, o trabalho efetivo de políticas públicas e, sobretudo também, a questão da repressão, mostrar que isso precisa ser punido. Mas tem que ter vários caminhos para que isso atinja o seu objetivo. Muito obrigado e parabéns e leve ao sempre Prefeito, Deputado hoje Emanuel Fernandes, obrigado.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): A pior violência é a invisibilidade. Ontem, nós ouvimos uma palestra aqui no amor exigente e se falou muito sobre isso e o prestar atenção, então, essas pessoas às vezes querem que as pessoas prestem atenção nele, então, eu acho que esse é o caminho, desculpa eu não posso falar mais, mas na Comissão de Estudos, presidida brilhantemente pelo vereador Antonio Santos, a gente está levando essa discussão. Eu gostaria de ouvir, de prestar atenção aos jovens, o que a senhora pensa.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sr. vereador, eu gostaria de fazer coro às suas palavras, parabenizar o projeto de vossa lavra e, dizer que, na verdade, o Poder Público é inadimplente e nós temos um buraco negro, um hiato, uma lacuna muito grande e os filantrópicos, aqui de Campinas, seculares, Santa Casa, Beneficência e tantos outros hospitais, às vezes, passam por graves dificuldades. Nós sabemos o que senhor, à frente da Beneficência, conseguiu resgatar. A Beneficência Portuguesa é um hospital hoje modelo, padrão, em função da sua competência. O mesmo acontece nessa direção, o Dr. Murilo lá na Santa Casa, irmãos Penteado, que estão fazendo tudo para que consigamos assim superar a enorme crise que às vezes toma de assalto os hospitais filantrópicos. Então, nada mais do que justo um projeto autorizativo, o Prefeito faz-se
entender que esse é o caminho, eu acho o que PSDB apóia essa sua iniciativa, e, na verdade, é um bom projeto e peço a todos os Vereadores que também sinalizem e apontem a direção no apoiamento a este projeto, de autoria de V. Exª. Muito obrigado.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sr. presidente, Srs. vereadores, distinto e dileto público presente, telespectadores da TV Câmara.
Eu fico muito feliz, vereador Jairson dos Anjos, quando nós estamos também discutindo a saúde, e é fundamental que se discuta a Saúde em que situação e base, situação e oposição, a maioria e minoria cheguem num denominador comum, isso é muito importante. Ontem mesmo tivemos a Comissão Social, a Comissão de Saúde, esteve ontem no Ouro Verde, capitaneada pelo vereador Arly de Lara com vereador José Carlos lá, entre outros vereadores que estiveram lá, é um hospital muito bonito, maravilhoso, tem uma taxa de ocupação hoje de 40 a 45%, então, é sinal que estamos trabalhando. Eu quero dizer que esse projeto, nobre vereador Francisco Sellin, é facultativo, autorizativo, eu queria avaliar ao bom senso, que a gente buscasse o meio termo aqui. Aproveitasse essa profícua discussão, essa discussão salutar que está encontrando eco aqui hoje na casa dos vereadores, quer dizer, abre as portas para diálogo, talvez o teto, a contrapartida, enfim. Quer dizer, isso que nós a gente precisa estar buscando, vereador Sellin. As dificuldades financeiras, hoje, permeiam os hospitais filantrópicos. A Santa Casa, por exemplo, hoje tem um Centro de Referência de Idoso, que é uma parceria com a Prefeitura, mas tem várias obrigações e vários projetos, mas, por exemplo, desconhecer, vereador Tadeu Marcos, a história dos hospitais filantrópicos de Campinas é desconhecer um pouco a história de Campinas, a história que pautou a vida da Saúde de Campinas, por exemplo, a Santa Casa com o terreno doado pela minha trisavó, Maria Felicíssima de Abreu Soares, em 1871, cuja frase proferida à época está até hoje no coração de muitos campineiros. Ela disse assim: “Estou doando esse terreno para que seja construído um lugar que só dê prioridade ao atendimento da pobreza de Campinas”. E isso até hoje existe. Lá é o lugar dos pobres, lá é o lugar dos indigentes, a Santa Casa tem feito o trabalho dos melhores nessa direção, são 15 hospitais filantrópicos que existem, hoje. Então, vereador Francisco Sellin, vamos buscar, nobre vereador, alternativas, talvez na linha da proposta do vereador Artur Orsi, quer dizer, votando em 1ª discussão e buscando um diálogo com o Executivo, maioria e minoria, na busca por mais qualidade da vida por uma saúde diferenciada para todos nós em Campinas. Vamos reconhecer também o trabalho e resgatar o seu discurso porque me preocupou, porque ficou consignado, que talvez o senhor não tenha esse reconhecimento dos hospitais filantrópicos, e eu sei que isso o senhor não pensa.
Por essas e outra vamos repensar e vamos ao bom senso e votar a favor desse projeto do Vereador Arly de Lara.
Muito obrigado [palmas]

 

Copyright (c) 2009 - www.bileosoares.com.br - Todos os direitos reservados