Discurso


18/05/2009

 

29a Reunião Ordinária, realizada aos 18 de maio de 2009

 

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): PV, gostaria de ter ao meu dispor dez minutos para fazer uso da palavra, mas atendendo a uma solicitação, um pedido do Valdir Terrazan, nosso vereador, vice-presidente dessa Casa, gostaria de conceder três minutos desse Comunicados de Lideranças ao vereador Valdir Terrazan e um minuto ao vereador José C. Oliveira (Zé do Gelo). Se passar um pouquinho, eu não vou ficar bravo, não, Valdir, um abraço. E o restante do tempo eu vou fazer usava da palavra.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sr. presidente, Srs. vereadores, eu sou democrata, cedi o tempo da minha bancada hoje, o bloco falou, mas vocês me aguardem no Grande Expediente que eu vou fazer uso da palavra. Eu quero usar a palavra, senhoras e senhores, para dizer o seguinte: desejar um pronto restabelecimento a meu amigo, irmão muito querido desta Casa, vereador Tadeu Marcos. O senhor é uma pessoa que faz falta aqui, hoje não pode participar da reunião do regimento interno, seguramente não teve o mesmo brilho sem a sua presença, com a sua ausência. Então, na verdade, eu quero dizer que, amanhã ou depois, certamente estaremos abraçando o senhor e que sua volta seja rápida, vereador Tadeu Marcos, que a gente gosta muito desse Vereador amigo e querido de todos aqui nesta Casa. Muito obrigado.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sr. Vereador, eu gostaria de enaltecer e registrar a sua iniciativa, a iniciativa do vereador Zé do Gelo, e dizer o seguinte: Que a Bancada, o Bloco PSDB/PV gostaria muito de se incorporar a essa iniciativa, somar esforços, juntar as forças vivas do nosso Município para que a gente possa concretizar essa sua ideia e ideia do Vereador Zé do Gelo, no sentido de minimizar e atenuar o estrago que isso tem feito nas famílias do nosso Município. Muito obrigado.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sr. Presidente, pela ordem. Na mesma linha, a coletividade alvinegra também se encontra de luto, na semana passada perdemos um zagueiro, um zagueiro que jogava um futebol de primeiro mundo, Dagoberto, que fez parte, na verdade, daquele timaço da Ponte Preta da década de 70, que faleceu a semana passada. Então, nós gostaríamos também de solicitar um minuto de silêncio pelo falecimento do amigo e zagueiro central da Associação Atlética Ponte Preta, Dagoberto.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sr. presidente, Srs. vereadores, distinto e seleto público aqui presente, telespectadores da TV Câmara, este projeto de nossa autoria, teve, obteve o trabalho de muitas pessoas que aqui hoje estão presentes. A Ana, o Tarcísio, a Érika, o José Carlos de São Bernardo, pessoas que são especialistas em bullying, a minha Assessoria, na verdade, o bullying é uma palavra de origem inglesa, que quer dizer tiranizar, ameaçar, oprimir, amedrontar, intimidar, discriminar, preconceitos. Na verdade, isso toma hoje de assalto, assola as nossas escolas, têm várias pesquisas sobre isso e o nosso objetivo, na verdade, é dizer que o bullying, o indivíduo ou um grupo de indivíduos, que atua contra um indivíduo ou com outro grupo de indivíduos, sem motivação aparente, sem ser provocado, sem nenhuma manifestação contrária, com o objetivo único e exclusivo de magoar, de levar dor, de levar angustia, de ridicularizar aquelas pessoas, aquele jovem, aqueles adolescentes e isso, Vereador Jorge Schneider, acaba gerando tanto nos agressores, quanto nos agredidos, nas vítimas, sequelas que essas pessoas ou essas crianças, levam vida afora. E eu tenho exemplos aqui e vou falar o que acontece como um caso de Taiúva, cujo menino sofreu onze anos esse assédio moral, esse bullying escolar, ele era obeso e era chamado de gordo, mongolóide, elefante cor de rosa e ele quis fazer regime e começou a tomar vinagre, era meio litro, um litro de vinagre por dia e os coleguinhas descobriram, sabe o que aconteceu? O menino ficou atônito, perplexo, chateado, enfurecido, enlouquecido, pegou o revólver, foi à escola, matou seis coleguinhas, matou o zelador e matou a professora. Então, outros exemplos, lá em Pernambuco, porque o menino tinha um sotaque diferente dos demais alunos, foi humilhado durante muito tempo até se suicidar. Como ontem, o próprio o Correio Popular, com o nome fictício de Gabriel, o moço tinha acne no rosto e era sistematicamente humilhado pelos colegas e teve que sair da escola, gerando desestímulo, um problema familiar muito grande. Quer dizer, existem brincadeiras: Gordo, quatros olhos, careca, azul, cor de abobora, negro, branco - apelidos de toda ordem - mas no bullying, ele é sistemático e ou repetitivo e, por isso, que a nossa proposta é envolver a comunidade escolar. O que quer dizer envolver a comunidade escolar? É criar um programa de combate e prevenção ao bullying escolar.
Envolvendo professores, diretores, orientadores, funcionários, pais, alunos, comunidade escolar, que através simpósios, através de seminários, de cartilhas, tentarem minimizar, atenuar o drama que toma de assalto essas famílias e por isso, e por essas que a gente pede o apoio dos nobres Vereadores, para esses projetos.
Nós temos pesquisas em várias partes do mundo. Na Espanha, Estados Unidos na Inglaterra e aqui no Brasil, que apontam que um terço dos alunos sofrem esse tipo de discriminação, como agressores ou agredidos, levando, com já disse, sequelas profundas para toda a vida. Por exemplo, vereador Sebastião C. Torres (Sebá), o trote violento, eu já vou lhe dar o aparte Vereador, começou com bullying e depois nós fomos ao trote violento, como que você educa essas pessoas? Você
educa essas pessoas em tenra idade.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sem dúvidas, Vereador Antonio F. Santos (O Politizador), obrigado. No que diz respeito, do que tange a sua fala, eu sou literalmente a favor, mas retomando o nosso projeto, eu gostaria de contar mais um caso, em Remanso, na Bahia, um outro adolescente, tímido, introvertido, foi excluído pelo circulo de amigos da escola e foi humilhado durante anos inconformado com tal situação e nutrido com pensamento de vingança, foi até a escola com a intenção de matar, mas as aulas estavam suspensas, em razão disso, dirigiu à casa do seu principal agressor e desferiu um tiro na porta daquela residência. Não satisfeito, foi para sua escola de informática e atirou fatalmente na cabeça de uma Secretaria e em três alunos, toda essa chacina foi planejada pelo estudante, que tinha intenção de ser reconhecido como terrorista suicida brasileiro nos próximos cem anos. Então, para que a gente possa trabalhar e para que a gente possa receber acenos, sinalizações de V. Exª., através de emendas, porque nós colocamos para as escolas do município, talvez de iniciativa privada quando for discutido mérito, nós contamos com o envolvimento de vocês nesse projeto é um projeto que foi discutido amplamente com a sociedade, com o legislativo, até com alguns segmentos da prefeitura e eu peço neste momento a ajuda de vocês, para que os pátios, como era na nossa época, os intervalos a gente pensava em namorar, em comer um lanche, em falar de futebol, hoje eles pensam em agredir as pessoas, em alvejar as pessoas, em humilhar as pessoas e contra a humilhação e a favor de uma medida correta, que nós pedimos o voto de todos vocês, todos os Sr. Vereadores aqui presentes nesse momento. Muito obrigado.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Eu gostaria de agradecer sua manifestação a favor desse projeto e bem como a manifestação do Vereador Josias Lech, e citar alguns dos exemplos de bullying, por exemplo, colocar apelidos, ofender, zoar, encanar, sacanear, humilhar, fazer, sofrer, descriminar, excluir, isolar, ignorar, intimidar, perseguir, assediar, aterrorizar, amedrontar, tiranizar, dominar, agredir, bater, chutar, empurrar, ferir ou roubar, quebrar pertences. Quer dizer, eu aproveito essa oportunidade e gostaria que os Vereadores, na medida do possível, dentro de suas possibilidades, apresentassem sugestões, que a gente construa um projeto que esteja bem sintonizado com os anseios da nossa comunidade e sobretudo dos vereadores aqui, vereadores preparados, vereadores que sempre estão discutindo no que diz respeito, no que tange a educação, que a gente possa amealhar, recolher proposta dos senhores no sentido de aperfeiçoar e aprimorar o projeto. O que senhor está fazendo hoje, o que o Vereador Josias Lech acabou de fazer e outros Vereadores, porque é a primeira discussão, vamos ter a discussão do mérito, porque o que a gente quer, eu não quero ter a paternidade, eu quero ter um projeto que sirva exatamente para atenuar o drama nas escolas, os pátios hoje que viraram aí, um coliseu, onde alunos são devorados como leões, apanham, corredor polonês.
Enfim, é uma loucura o que acontece hoje, mais de um terço da população estudante, dos 5 aos 18 anos, então, Sr. Vereador, o seu pronunciamento é muito oportuno, está sintonizado com a educação moderna que nós apregoamos, muito obrigado, muito obrigado a todos os vereadores também, e queremos receber mais subsídios, propostas, para que a gente possa deixar um projeto ainda mais robusto, ainda mais consistente, muito obrigado, Vereador.

 

Copyright (c) 2009 - www.bileosoares.com.br - Todos os direitos reservados