Discurso


24/03/2009

 

15a Reunião Ordinária, realizada aos 24 de março de 2009

 

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sr. Presidente,
Srs. Vereadores, Vereador Presidente desta Casa, Vereador tucano, Vereador Valdir Terrazan.

Eu quero dizer que o PSDB vai se alinhavando, vai se inserindo no contexto eleitoral com uma grande perspectiva de união. Soube hoje ainda, por intermédio da Executiva do nosso partido que a chapa deve ser aqui em São Paulo, sob a regência e sob a égide do Governador, sempre Governador, Geraldo Alckmin Geraldo, tendo como vice, Guilherme Afif Domingos, como seus
Senadores, seus pilares de sustentação, o sempre Governador Orestes Quércia e o ex-vice-Governador, Aloysio Nunes.
Então, entendo que é uma chapa cujas figuras falam por si só e acrescentando a uma proposta que vai ser confeccionada, concebida por dezenas, centenas de pessoas, será uma proposta que terá o rosto do nosso Estado de São Paulo, na linha da continuidade, da boa gestão, da boa administração, da conduta ética, limpa, séria, adequada à modernidade. Eu sempre digo, nesta tribuna, que é fundamental que a disputa eleitoral se atenha no campo das ideias, dos dogmas, das doutrinas e que realmente esta disputa não caia no lugar comum, numa vala comum, sendo assim uma troca de acusações, de insultos, uma coisa pequena, menor, esta vai ser uma eleição que vai mostrar a maturidade do povo brasileiro que completou, em 15 de março, 25 anos de nova República. E que vai completar também, logo em breve, o dia importante que devemos limpar das páginas da história, que é o dia 31 de março. A revolução que tivemos aqui em 31 de março de 64 que, felizmente, foi sepultada, está a sete palmos embaixo da terra, que infelizmente atrofiou lideranças, mas conseguimos, conseguimos nos recompor, sobretudo com
aqueles prisioneiros de consciência, com os prisioneiros de opinião, conseguimos redemocratizar esse País, eliminar o 31 de março, criar o 15 de março de 25 anos de nova República e através de governos que sempre estiveram sintonizados com as grandes e reais aspirações do povo nacional.
E o PSDB, então, finca sua fileiras em São Paulo para dar continuidade a este Governo que tem feito o possível e impossível para estar, na verdade, sintonizado com a vontade do povo paulista. E, em breve, depois de abril, definiremos também o nosso candidato, que seu currículo fala por si só, José Serra, história, tradição, reputação ilibada, proposta, currículo, cargos ocupados,
mandatos eletivos, projetos por todo esse País, Serra será seguramente o futuro Presidente da República.
Então, o PSDB e seus aliados entram com força, com consistência e com peso para realmente continuar a construir a democracia e fazer do Brasil o país da esperança e o país dos nossos sonhos.
Muito obrigado.

SR. VEREADOR VALDIR TERRAZAN (PSDB): Permite um aparte.

SR. VEREADOR ARTUR ORSI (PSDB): Pois não, Sr. Vereador.

SR. VEREADOR VALDIR TERRAZAN (PSDB): A nota aqui é muito clara: “Vozes nos corredores da Câmara”, quer dizer fica muito claro que alguém, uma fonte daqui passou para o jornalista um fato que é inverdade, segundo as informações passadas pelo Presidente, que eu considero que são informações oficiais, o ocorrido não foi com Vereador foi com um nos escalões de
funcionários, enfim. Em outros...

As providências já foram tomadas, eu para mim o assunto não me afeta em hipótese alguma. Eu acredito que se alguém levou o jornalista a erro, que responda esse alguém por ter equivocado a notícia, porque se as providências já foram tomadas para mim o assunto está encerrado, até porque, não cabe a mim como Vereador ficar fiscalizando os corredores da Câmara para ver se tem
funcionário terceirizado aqui se comportamento ou não. O que ocorre dentro do gabinete é responsabilidade de cada um, de cada Vereador, eu acho que cada Vereador é responsável pelo seu gabinete, se acontecer qualquer ato dentro do gabinete do Vereador ele se responsabiliza. Nos corredores da Câmara e até mesmo as fofocas de forma mentirosa com a intenção de atingir a Casa, que eu não sei qual é o interesse também, porque duvido que algum Vereador tenha esse interesse em atingir Casa como um todo.
Então, alguém, de forma má intencionada, de má fé passa essa informação que, segundo consta, é uma informação equivocada.
Então, era esse o registro, eu lamento que os fatos tenham acontecido que aliás tem sido corriqueiro as informações equivocadas serem passadas para a imprensa, com o objetivo de denegrir a imagem da Casa.

SR. VEREADOR ARTUR ORSI (PSDB): Eu volto a repetir, Sr. Presidente, o senhor disse uma coisa na Mesa que eu não disse. Eu não estou exigindo que se faça qualquer cobrança sobre o jornalista que publicou isso. Eu respeito o jornalista, respeito o veículo, mas, eventualmente, equívocos acontecem como, por exemplo, a fidelidade de uma fonte, como o erro de uma
informação. Eu respeito isso, isso faz parte, mas aí a Câmara tem que exigir que, eventualmente, alguma medida de reparação seja tomada, para que não paire qualquer dúvida sobre os Vereadores desta Casa.
Então, ou identifica quem é a pessoa, quem é o Vereador, ou se não tem que, sem sombra de dúvidas, corrigir a informação que foi veiculada.
E eu não pedi para V.Exa., repito, e V.Exa. disse de uma maneira tirando as suas próprias conclusões, que eu quero que faça qualquer tipo de ação, qualquer medida judicial contra o jornalista. Pelo contrário, eu acho que não é o caso, não precisa chegar a isso, entendeu? Mas a Casa e V.Exa. como representante dessa Casa eleito por nós tem a obrigação de pedir que seja feito
alguma tipo de reparação.
Muito obrigado.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Vereador, um aparte.

SR. VEREADOR ARTUR ORSI (PSDB): Pois não, Sr. Vereador.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Na verdade está aqui: “Nos corredores da Câmara Campineira existe e existiu isso” não sei lá o que... Eu quero dizer que...

SR. VEREADOR ARTUR ORSI (PSDB): Por favor, Vereador Gilberto Biléo Soares, leia a nota.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): "Vereador Bill Clinton, as vozes dos corredores da Câmara Campineira garantem, um Vereador acordou e foi brincar de Bill Clinton logo de manhã em pleno gabinete. Flagrado poderá ter problemas". Eu quero dizer que hoje...

SR. VEREADOR ARTUR ORSI (PSDB): Então, cita o Vereador.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Não cita o Vereador.

SR. VEREADOR ARTUR ORSI (PSDB): Não, não, mas fala "um Vereador--

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Um Vereador.

SR. VEREADOR ARTUR ORSI (PSDB): --acordou e foi brincar".

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Eu acho o seguinte, que existe essa onda e esse boato hoje eu pude sentir na Câmara, muitas pessoas nos corredores estavam comentando que isso aconteceu.
Obviamente, essas fontes informaram ao jornalista e o jornalista foi lá e colocou de uma maneira subjetiva o que estavam pensando essas fontes preciosas, esses boatos que estavam pairando no seio da Câmara Municipal.
Então, é importante que isso existe e, hoje, eu ouvi o dia inteiro esse assunto. Eu não sabia desse assunto, eu vim a saber desse assunto hoje a tarde, quer dizer então existe essa onda e existe esse boato.
Então, o jornalista captando isso foi e informou é isso que eu queria registrar.

Vereador Gilberto Biléo Soares, V.Exa. tem a Tribuna por até dez minutos.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Sr. Presidente
Vereador Aurélio Cláudio, Srs. Vereadores, senhoras e senhores presentes aqui no Plenário da Câmara Municipal de Campinas, telespectadores que nos assistem agora pelas imagens da TV Câmara, o meu cordial boa noite.
Eu quero dizer que o Vereador Arly de Lara de Romeu, foi de uma sensibilidade impar, de uma oportunidade singular a pinçar no seio da sociedade campineira um homem que fez tanto por Campinas, confeccionando um Título de Honraria, um Título de Cidadão Emérito. Digo isso, Vereador Arly de Lara, porque não somos nós que estaremos a partir da votação de hoje, seguramente, por unanimidade, homenageando o Rafful, é a cidade que está sendo homenageada concedendo o Título de Cidadão Emérito a Antonio Rafful, pelos relevantes serviços prestados a nossa comunidade no campo político, no campo
social, com mais de 10 mil proposituras que tramitaram nessa Casa e encontram hoje eco que em toda a sociedade civil organizada de Campinas, por não dizer nos rincões da nossa querida metrópole Campinas.
Um Vereador, que na primeira legislatura, 93 e 96, eu aprendi o que é ser oposição. Ele oposição ao Magalhães Teixeira, eu quero asseverar e afirmar aqui ajudou a construir uma grande gestão, porque não era oposicionista, ele era um consultor do prefeito, porque ele apontava os desacertos eventuais do Prefeito Magalhães Teixeira, mas também gostava de ser convencido dos seus acertos.
Então, Rafful pairava em cima exatamente das questões menores. Ele tinha objetivos. Eu posso dizer que a sua coragem, o seu conhecimento, a sua audácia, a sua solidariedade, a sua fraternidade, a sua amizade, o seu coleguismo, o seu companheirismo são elementos essenciais da poesia de Antonio Rafful.
E digo para você, Rafful, não há beleza se não houver luta e você é um lutador e faz falta nessa Casa. E todas as Sessões eu sei que o senhor está nos assistindo e sempre nos telefonando, nos brindando com a sua amizade e, sobretudo com os seus conselhos sábios, com as suas reflexões perfeitas, com a sua autoridade venerável e inclusive mostrando que é possível fazer política sem estar maquiado, ou seja, fazer política com ética, decência e seriedade de próprio, esse é Rafful, um homem que sempre quis mudar o mundo, mudar a vida, porque é um homem que ama a sua terra, que ama a sua cidade.
Eu não me lembro em tempo algum nas minhas duas legislaturas, que alguém viesse aqui nessa Tribuna proferir um discurso para que se aprovasse um título de cidadania, eu não me lembro, mas acho que é a primeira vez, pelo menos nesse mandato, que dois Vereadores, Vereador Arly de Lara e eu, e os Vereadores que estão nos aparteando vem aqui reconhecer o dinamismo, a capacidade política do Vereador, sempre Vereador Antonio Rafful. Porque o Rafful acalmava a gente, em que pese não obstante ser às vezes nervoso, às vezes não tinha sossego no Plenário, mas chegava: “Gente, calma precisamos ajudar a cidade. Nós não podemos votar contra a cidade. Eu não posso votar contra esse prefeito o projeto do Prefeito Magalhães Teixeira, porque eu estou votando contra a cidade”. E quando estava errado subia no 4o Andar e dizia: “está errado, Prefeito”, então, ele ensinou.
E hoje, eu faço uma oposição, porque aprendi muito com o Rafful, uma oposição de qualidade, responsável, adjetivada e não aquela oposição tacanha, mesquinha, sistemática que existe por aí, mas também não aquela oposição laica é vegetativa, se eu faço essa oposição e consigo granjear adeptos é porque eu apreendi, eu sou réu confesso, aprendi com esse grande Vereador, cujo coração generoso, cuja bondade e cuja alma de guerreiro extrapolam e muito suas medidas e sua altura.
Rafful receberá desta Casa um prêmio que realmente merece, merecedor por tudo que fez pela cidade de Campinas, a sua família, que ajudou a construir tijolo por tijolo desta grande cidade, cujo povo é culto, civilizado, progressista, de vanguarda, pólo aglutinador, pólo catalisador, berço da tecnologia e esta cidade, gente, tem a mão do Vereador Antonio Rafful.
Por isso, eu digo quando se avança na escuridão da noite, mais se aproxima o clarão da madrugada é chegado o dia de homenagear esse grande homem público chamado Antonio Rafful.

SR. VEREADOR CAMPOS FILHO (DEM): Um aparte, Vereador.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Com a palavra, eu falo trinta, quarenta multas do Rafful aqui. Com a palavra, Vereador Campos Filho.

SR. VEREADOR CAMPOS FILHO (DEM): Está brilhante, é fácil falar do Rafful, também pelo trabalho.
Eu queria parabenizar o Vereador Arly de Lara, pela lembrança, pela sensibilidade, mas eu vejo, Vereador Gilberto Biléo Soares, um ponto fundamental nesta caminhada do Rafful, sempre Vereador, também as ações sociais para com a cidade de Campinas.
A gente faz alguns projetos sociais desenvolvidos e um deles é o Lar da Amizade, que cuida de pessoas idosas e lá a gente percebe a unanimidade e o carinho e a agradecimento que esta Casa de idosos tem também para com o nosso querido Vereador Rafful, isso mostra que, complementando o que V.Exa. disse, além da bonita oratória, além da bela atuação de Rafful nesta Casa, também a ação no dia-a-dia, especialmente aquelas pessoas mais necessitadas.
Então, o Vereador Arly de Lara, ele mostra essa sensibilidade de reconhecer o trabalho que o Rafful fez para a nossa cidade como Parlamentar e na ação social no dia-a-dia e com muita alegria, nós todos dos Democratas também assinamos e endossamos essa iniciativa.
Parabéns, Vereador.

SR. VEREADOR FRANCISCO SELLIN (PDT): Um aparte.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): É uma honra.

SR. VEREADOR FRANCISCO SELLIN (PDT): Obrigado, nobre Vereador Gilberto Biléo Soares. Parabéns pelo discurso de V.Exa.
E só para completar uma informação a todos os Vereadores, e é evidente que após o discurso de V.Exa., eu acredito que o sentimento do nobre Rafful, aumentou muito. Ele ligou aí agradecendo a todos os Vereadores, mas agradecendo em prantos, chorando copiosamente, porque ele está ouvindo e assistindo todas as palavras que estão sendo ditas aqui.
Parabéns, Vereador Gilberto Biléo Soares.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Rafful, homem de ação, homem de ideias, de ideais, homem de honradez absoluta, de sinceridade extraordinária, uma figura humana exemplar, homem que todos nós aprendemos, Vereador Luis Yabiku, a admirar. Como é bonito você prestar uma homenagem e essa homenagem tem toda uma justiça pelos feitos realizados pelo Vereador Antonio Rafful.
Homem que nunca se preocupou em construir uma sociedade de bens materiais, se preocupou em construir uma sociedade que tenha sonhos e que compartilhe esperanças. E um homem que sempre se preocupou com os mais necessitados os desafortunados, as despossuídos.
E digo mais e digo mais Vereador Arly de Lara, Rafful soube encarar todas as dificuldades, para que se tornar na verdade um grande homem público, um homem público que não deixa saudade, porque sempre será o grande, querido, e inigualável Vereador dos nossos corações, do coração do povo de Campinas.
Viva Antonio Rafful, parabéns, Campinas hoje dormirá mais tranquila, porque está homenageada pela sua figura, uma figura especial e uma figura de conteúdo e uma figura humana maravilhosa.

SR. VEREADOR PEDRO SERAFIM (PDT): Questão de ordem, Sr. Presidente.

SR. PRESIDENTE VEREADOR AURÉLIO J. CLÁUDIO (PDT): Questão de ordem, Vereador Pedro Serafim.

SR. VEREADOR PEDRO SERAFIM (PDT): Como o próximo Vereador inscrito, cedo parte do meu tempo, o necessário para o Vereador Gilberto Biléo Soares.

SR. PRESIDENTE VEREADOR AURÉLIO J. CLÁUDIO (PDT): Vereador Gilberto Biléo Soares tem o tempo necessário, em até dez minutos no máximo.

SR. VEREADOR PEDRO SERAFIM (PDT): Isso.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Então, Vereador Arly de Lara, terminando as palavras, porque nós vamos partir agora para o voto. E depois, vamos partir para a comemoração do querido Antonio Rafful, que eu posso dizer com segurança, se tem um sinônimo Cida, para o Rafful é trabalho.
Eu fiquei, ficava impressionado com a atuação do Rafful. Eu ainda muito jovenzinho, Vereador, muito verde e aprendia muito com o Rafful, porque ele subia os 19 andares, sempre levando as reivindicações dos mais humildes. É impressionante, porque ele tinha uma justiça arraigada no seu coração que nos impressionava. Ele inquietava o opressor e confortava o oprimido, era querido
por toda a cidade em ocorrência disso. Não pelo fato só desse coração grandioso, da sua competência, da sua inteligência, da sua maestria e como faz política, mas, sobretudo, sobretudo pelo trabalho desenvolvido, as questões sociais. As questões políticas.
Então, Rafful, hoje recebe esse prêmio, Renato, que eu acho que toda a Casa, todos os funcionários, todos os Vereadores, aqueles que atuaram como o Vereador Dr. Dário G. Saadi, como Vereador Francisco Sellin, que atuaram e aprenderam com o Rafful, Vereador Tadeu Marcos, Vereador Sérgio Benassi, todos nós aprendemos um pouco, como Vereador Pedro Serafim, todos nós aprendemos um pouco com Antonio Rafful. Um homem que realmente está presente no dia-a-dia da nossa cidade.
Porque continua Vereador Ângelo Barreto, a nos aconselhar, ligando Vereador Arly de Lara, todos os dias encaminhando situações, responsável por tantos projetos, Vereador Arly de Lara.

Eu quero conceder um aparte, ao nobre Vereador.

SR. VEREADOR ARLY DE LARA (PSB): Nobre Vereador Gilberto Biléo Soares vamos votar, eu estou doido para ver esse título concedido.
Muito obrigado.

Pois  não, SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB):
Vereador.
Então, acolhendo o pedido do Vereador Arly de Lara Romeu e dos demais Vereadores, agora vamos fazer justiça com o nosso voto a um grande homem, que se chama Antonio Rafful.
Muito obrigado.

SR. VEREADOR GILBERTO BILÉO SOARES (PSDB): Vereador Líder do Governo, decano desta Casa, uma satisfação poder mais uma vez vir aqui ao microfone de aparte e elogiar, enaltecer e destacar esse projeto.
Eu quero dizer, Vereador, que mostra sua experiência, sua rapidez de protocolar o projeto. Eu estava formatando esse projeto, eu estava na boca da urna da nossa produção legislativa e V.Exa., com muito brilhantismo, com todo o empenho que V.Exa. tem nessa Casa, com todo o trabalho e sua história, protocolou. Eu quero dizer que vou votar e vou apoiar e o PSDB apoia o seu projeto, porque é extremamente importante e o que é importante nós sempre estaremos juntos. E V.Exa. só faz bons projetos.
Obrigado

 

Copyright (c) 2009 - www.bileosoares.com.br - Todos os direitos reservados